2021 – Início

Onde atuamos

Com sede em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, nossa área de atuação se estende às cidades de São João da Barra, São Fidélis, São Francisco do Itabapoana e Cardoso Moreira, onde nossos planos são comercializados.

Abrangência

A abrangência está ligada diretamente à modalidade de plano de saúde adquirido, podendo ser regional, estadual ou nacional, nas modalidades pessoa jurídica ou pessoa física. Mas independentemente dessa escolha, a Unimed Campos tem uma ampla rede própria preparada para receber seus clientes, além de uma extensa rede de parceiros que ampliam ainda mais esse leque de opções de acesso à saúde.

Comissões

A Unimed Campos conta com diversas comissões e/ou grupos técnicos obrigatórios e não obrigatórios, compostos por profissionais multidisciplinares, cujas responsabilidades variam conforme suas especificidades individuais.  São discutidos melhorias de processos de acordo com a característica de cada grupo e apresentação dos seus indicadores de resultados. A atuação destes é realizada de acordo com um Regimento Interno pré-estabelecido, contendo periodicidade das reuniões e planejamento de atuação das ações na sua área.

1º Princípio

As cooperativas são abertas para todas as pessoas que queiram participar, estejam alinhadas ao seu objetivo econômico, e dispostas a assumir suas responsabilidades como membro. Não existe qualquer discriminação por sexo, raça, classe, crença ou ideologia.

2º Princípio

As cooperativas são organizações democráticas controladas por todos os seus membros, que participam ativamente na formulação de suas políticas e na tomada de decisões. E os representantes oficiais são eleitos por todo o grupo.

3º Princípio

Em uma cooperativa, os membros contribuem equitativamente para o capital da organização. Parte do montante é, normalmente, propriedade comum da cooperativa e os membros recebem remuneração limitada ao capital integralizado, quando há. Os excedentes da cooperativa podem ser destinados às seguintes finalidades: benefícios aos membros, apoio a outras atividades aprovadas pelos cooperados ou para o desenvolvimento da própria cooperativa. Tudo sempre decidido democraticamente.

4º Princípio

As cooperativas são organizações autônomas, de ajuda mútua, controladas por seus membros, e nada deve mudar isso. Se uma cooperativa firmar acordos com outras organizações, públicas ou privadas, deve fazer em condições de assegurar o controle democrático pelos membros e a sua autonomia.

5º Princípio

Ser cooperativista é se comprometer com o futuro dos cooperados, do movimento e das comunidades. As cooperativas promovem a educação e a formação para que seus membros e trabalhadores possam contribuir para o desenvolvimento dos negócios e, consequentemente, dos lugares onde estão presentes. Além disso, oferece informações para o público em geral, especialmente jovens, sobre a natureza e vantagens do cooperativismo.

6º Princípio

Cooperativismo é trabalhar em conjunto. É assim, atuando juntas, que as cooperativas dão mais força ao movimento e servem de forma mais eficaz aos cooperados. Sejam unidas em estruturas locais, regionais, nacionais ou até mesmo internacionais, o objetivo é sempre se juntar em torno de um bem comum.

7º Princípio

Contribuir para o desenvolvimento sustentável das comunidades é algo natural ao cooperativismo. As cooperativas fazem isso por meio de políticas aprovadas pelos membros.

Nossos Números